quinta-feira, 12 de setembro de 2019


Urgente: Astro de Ogum e mais dois Assessores são presos em São Luís


A Polícia Civil prendeu no início da manhã desta quinta-feira (12), em sua residência, o pré-candidato a prefeito, vereador Astro de Ogum. De acordo com o delegado Armando Pacheco, titular da SEIC, os agentes cumpriam mandado de busca e apreensão contra dois auxiliares de Astro, suspeitos de práticas de crimes sexuais com adolescentes e acabaram encontrando uma arma de fogo, o que acabou levando a prisão do vereador.
Segundo o delegado, os três são investigados há meses por suspeita de práticas sexuais com menores de idade. Ainda de acordo com o delegado, os assessores usavam as redes sociais para aliciar os adolescentes.
A Assessoria do vereador emitiu nota confirmando apenas a prisão de Raimundo Costa, conhecido como Filho, que de acordo com a nota, estaria sendo acusado de praticar crime de extorsão, sem citar a prisão de Astro de Ogum, e da investigação da prática de crimes sexuais contra adolescentes.
As informações contrariam o que foi confirmado pelo delegado titular da SEIC em entrevista ao jornalista Diego Emir.
Astro de Ogum é o atual vice-presidente da Câmara de Vereadores e pré-candidato a prefeito de São Luís.


Assessoria do vereador do Astro de Ogum nega envolvimento com crimes sexuais

A assessoria do vereador Astro de Ogum (PL), encaminhou uma nova nota sobre a prisão em flagrante do parlamentar e a decretação da prisão preventiva de dois assessores de acordo com informações do titular da SEIC, Armando Pacheco.
Confira na íntegra:
1 – Sob comando da Superintendência Estadual de Investigações Criminais, por meio do Departamento de Crimes Tecnológico, sob o comando do delegado Odilardo Muniz, a Polícia Civil deflagrou uma operação na residência do vereador Astro de Ogum, mas os alvos foram dois de seus assessores: um homem e uma mulher.
2 – No local, a Polícia apreendeu aparelhos celulares e notebooks dos investigados. No entanto, no imóvel foi encontrada uma arma de propriedade de um dos funcionários que faz a segurança do imóvel. Por conta disso, o politico foi conduzido à Seic para explicar a arma encontrada em sua residência, fato que já foi devidamente esclarecido.
3 – Por fim, para comprovar a veracidade dos fatos, anexamos cópias dos mandatos de busca e apreensão para comprovar que Astro não tem envolvimento com o episódio cujo alvo foi seus funcionários.
São Luís (MA), 12 de setembro de 2019.
Itamargarethe Correia Lima
Advogada e jornalista
       
Blog Maramais

Nenhum comentário:

Postar um comentário