quarta-feira, 4 de setembro de 2019

Prefeitura de São Luís incentiva combate ao fumo com ações de conscientização na capital

Males causados pelo tabagismo e a importância de evitar o consumo da nicotina são ressaltadas por técnicos da saúde durante as ações realizadas pela gestão do prefeito Edivaldo

Prefeitura de São Luís incentiva combate ao fumo com ações de conscientização na capitalSão Luís é quinta capital com menor número de fumantes no país, segundo a pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas (Vigitel), do Ministério da Saúde. Para reduzir ainda mais esse indicador, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), realizou na última semana, uma ação de conscientização com funcionários do Porto do Itaqui. A iniciativa integra a política de saúde preventiva da gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior.
Técnicos da Coordenação de Saúde do Adulto da Semus fizeram uma exposição sobre os males causados pelo tabagismo e a importância de evitar o consumo da nicotina, ressaltando os prejuízos para a saúde. A atividade aconteceu em um dos píeres da unidade de escoamento de produção portuária maranhense e envolveu cerca de 90 homens de diversos setores administrativos.
A coordenadora de Saúde do Adulto, Kardene Rodrigues, comandou a ação e explicou sobre a estrutura oferecida pela rede municipal para pessoas que querem parar de fumar. "Temos o Programa de Combate ao Fumo implantado em várias unidades, com equipes multiprofissionais, terapia e medicamentos. Assim que o paciente chega, ele passa por avaliação clínica, para checagem dos níveis de pressão arterial e glicemia. Em seguida, a pessoa recebe orientação psicológica e, caso apresente dificuldades para deixar o hábito do fumo, recebe adesivos à base de nicotina", explica.
SAIBA MAIS 
De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o tabagismo é responsável por 63% das mortes relacionadas a doenças crônicas não-transmissíveis no mundo e a principal causa de mortes evitáveis. Segundo a entidade, o cigarro é responsável por 85% das mortes por doença pulmonar crônica (bronquite e enfisema).

Nenhum comentário:

Postar um comentário