domingo, 25 de agosto de 2019

ESTADO

Maranhão é o 2º Estado brasileiro que mais aumenta produção de peixes

O Maranhão é o segundo estado que mais cresce na produção de peixes de cultivo em todo o Brasil. Entre… [  ]
O Maranhão é o segundo estado que mais cresce na produção de peixes de cultivo em todo o Brasil. Entre 2017 e 2018, o aumento foi de 47,4%. Isso fez com que o Estado passasse da 10ª para a 6ª colocação no ranking dos maiores produtores nacionais, de acordo com o Anuário Peixe BR da Piscicultura 2019, da Associação Brasileira de Piscicultura (Peixe BR).
“Entre os 10 maiores produtores de peixes de cultivo do país, outros destaques foram o Maranhão, cuja criação saltou expressivos 47,4%, atingindo 39.050 toneladas. Com isso, o estado passou para a 6ª posição entre os estados”, diz o documento.
Apenas Alagoas teve um salto maior (135,7%) em 2018. O Estado chegou à 20ª posição. O Nordeste também aumentou a produção de peixes, passando de 111 mil toneladas para 134 mil toneladas entre 2017 e 2018.
Expansão
O Anuário diz que “a piscicultura está em ampla expansão no Maranhão. Um dos motivos é que a cadeia produtiva da Aquicultura foi incluída entre as 11 prioridades do estado”. Foi uma medida adotada pelo Governo do Maranhão para incentivar a atividade.
“Em termos práticos, são realizados investimentos na expansão do número de viveiros nos municípios de maior potencial de produção. Aliás, no Censo Agropecuário 2017, do IBGE, o estado apareceu na liderança em número de propriedades com viveiros de peixes entre o Norte e o Nordeste.”
“Nesse cenário, 2018 foi um ano de novidades e de aperfeiçoamento”, acrescenta o documento. Ainda de acordo com o Anuário, uma das medidas para melhorar a produção no Estado e combater gargalos é a disseminação de conhecimento, com cursos e palestras. O texto, ainda, cita o acompanhamento técnico da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima), o que ajuda os produtores.
Polos
De acordo com a secretária adjunta e Pesca e Aquicultura, Conceição Marques, são duas grandes razões para o crescimento da piscicultura no Maranhão: os abundantes recursos naturais, incluindo 10 bacias hidrográficas, e os incentivos da política pública.
“Nesse sentido, o governador Flávio Dino determinou que a Sagrima institua os polos de pesca e agricultura no Estado. Isso já está no Plano Plurianual (PPA) 2020-2023. Já estamos trabalhando com essa estratégia de polos”, diz Conceição Marques.

Nenhum comentário:

Postar um comentário