terça-feira, 23 de julho de 2019

Nova oficina é oferecida pela gestão do prefeito Edivaldo no Centro de Capacitação em Culinária Típica

A oficina apresenta aos participantes receitas tendo como principal ingrediente a macaxeira, o Centro de Capacitação em Culinária Típica faz parte do Museu da Gastronomia e as oficinas integram as atividades do programa Férias Culturais, iniciativa da gestão do prefeito Edivaldo

Sabores à base da macaxeira são explorados em nova oficina promovida no Centro de Capacitação em Culinária TípicaA Prefeitura de São Luís iniciou, nesta segunda-feira (22), mais uma oficina do Centro de Capacitação em Culinária Típica, que funciona no Museu da Gastronomia Maranhense, uma iniciativa da gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior. Depois da imersão aos sabores do milho e seus derivados, dando início às capacitações no espaço, agora foi a vez da macaxeira, outro produto que é a base de muitos pratos da culinária maranhense e de grande aceitação popular. Inserida na programação do Férias Culturais, a oficina tem o objetivo de resgatar as bases gastronômicas do Maranhão e oferecer oportunidade gratuita de capacitação para estimular a geração de emprego e renda aos participantes.
A secretária municipal de Turismo, Socorro Araújo, destacou a importância do uso de produtos populares e regionais como base dos ensinamentos culinários prestados nas oficinas. "Nós vamos trabalhar com o resgate das bases da culinária maranhense. E a macaxeira tem forte presença na base alimentar do maranhense, utilizada em diversos pratos principalmente da culinária tradicional local. A oficina, com certeza, será de grande valor para oportunizar aos participantes conhecer um pouco esse produto tão rico nutricionalmente e seus derivados", observou a secretária, acrescentando ainda que as oficinas no espaço, seguindo orientação do prefeito Edivaldo, serão periódicas e podem participar todos que tiverem interesse sobre a gastronomia do Maranhão.
Intitulada "Sabores da Terra", a capacitação conta com 20 participantes e está sendo ministrada pelo chef de cozinha do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), abordando temas teóricos e práticos. Além da produção de pratos muito comuns no Maranhão como o bolo de macaxeira, beiju de coco e mingau de tapioca, por exemplo, são apresentadas ainda aos participantes a história e a importância da gastronomia maranhense. As aulas práticas ocorrem na cozinha industrial do Centro de Capacitação em Culinária Típica do Museu da Gastronomia Maranhense. A etapa prática da capacitação acontece nesta terça-feira (23).
O passo a passo da elaboração desses clássicos da culinária local é apresentado de forma que esses produtos possam ser utilizados não apenas como base da alimentação familiar, mas também como fonte de renda, já que são de grande aceitação popular e agradam também aos paladares mais refinados. Também como parte da oficina, os inscritos participam ainda de um tour guiado pelo Museu da Gastronomia e recebem aulas multimídia para melhor compreensão do conteúdo repassado.
O Museu da Gastronomia, que funciona em um prédio histórico localizado na Rua da Estrela, nº 83, integra o conjunto de ações executadas na gestão do prefeito Edivaldo visando à revitalização do Centro Histórico de São Luís. A proposta da iniciativa é contar a história da culinária maranhense a moradores e turistas, além de ser local permanente de capacitação na área da gastronomia. O espaço já recebeu centenas de visitantes no primeiro mês de funcionamento.
Na primeira oficina promovida no Centro de Capacitação em Culinária Típica do Museu da Gastronomia Maranhense, realizada também este mês, foram abordados conhecimentos sobre o milho, outro produto que tem forte influência sobre a culinária maranhense e nordestina de modo geral. 25 pessoas participaram da oficina, que finalizou com a elaboração de produtos como o manuê, a canjica, a pamonha, entre outros doces. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário