quarta-feira, 26 de junho de 2019

Presos suspeitos de explosão do Banco do Brasil no Calhau

As agências do Anil e da Alemanha não abrem as portas desde que foram alvos de ações criminosas.

Serão apresentados nesta terça-feira (25) pela Secretaria de Segurança Pública do Maranhão, através da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC), três homens suspeitos de envolvimento na explosão da agência do Banco do Brasil, no bairro do Calhau, ocorrida no dia 3 de junho deste ano.
Na agência do Calhau, os atendimentos que envolvem movimentação de dinheiro, como saque ou depósito, não estão sendo realizados na agência desde o início de junho, quando assaltantes explodiram os caixas eletrônicos da agência. Em São Luís, outras duas agências estão funcionando com atendimento parcial. Já as agências do Anil e da Alemanha não abrem as portas desde que foram alvos de ações criminosas.
No interior do estado, o problema afeta clientes do Banco do Brasil nos municípios de Araioses, Humberto de Campos, Dom Pedro, Zé Doca e Aldeias Altas, onde os clientes do Bradesco também estão na mesma situação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário